24 de fevereiro de 2010

Entrada Proibida



Bicicletas não são bem-vindas no 6º BPM.

No dia 23 de fevereiro estive no 6º BPM da Tijuca para buscar um registro de TRO e fui surpreendida com a proibição de minha entrada com a bicicleta.

Diante daquela situação e daquele pátio enorme e vazio, perguntei ao cabo por que não poderia deixar minha bicicleta do lado de dentro.

E a resposta foi: "Não, não pode..."

Eu insisti: Qual o problema da minha bicicleta ficar aqui dentro enquanto sou atendida?

Ele: "Não, porque isso vai me dar problema..."

Atendi a " autoridade" e aguardei o atendimento do lado de fora do Batalhão de olho na bicicleta por 40 minutos.

Que tipo de problema pode causar uma bicicleta estacionada?




2 comentários:

Majanski disse...

caracá... haajaa paciência heim Juju... Respira fundo e ainda por cima agradece no final!

Anônimo disse...

Não há direito de estacionar dentro de um batalhão. O problema de estacionar bicicleta em tais lugares tem problema sim: um coloca depois duas mil pessoas querem o mesmo direito. Se há uma regra, há dois caminhos: obedecer ou desobedecer, ambas com consequencias. O mal é que: há uma regra, ninguem quer cumprir. Não há uma regra, o ambiente vira uma trajetida de falta de respeito de um modo geral. Não sou militar. Mas para estacionar , ainda que bicicleta, dentro de um batalhao, é preciso regras autorizando. O ciclsta termina, em muitos casos, se comportando iugal ao motorista: acha que em qualquer lugar pode estacionar sua bicicleta. Não pode. Como não se deve estacionar dentro das igrejas, mesmo vazias. Para a boa convivencia é necessários regras, escritas ou não mais regras de conduta claras.

a briga deve ser para criação de estacionamos para bicicletas. Ai, pode ou não o batalhao resolver também permitir o estacionamento.

valci barreto
bikebook.com.br
muraldebugarin.com
valcibarretoadv@yahoo.com.br